"Você ora quando está aflito ou precisa de algo; mas também poderia orar na plenitude de sua alegria e em seus dias de abundância." Khalil Gibran

"Eu amarei a luz porque me mostra o caminho, mas eu vou suportar a escuridão porque me mostra as estrelas" Og Mandino

sexta-feira, 23 de março de 2012

Reportagem do SBT mostra atuação da igreja Batista na Cracolândia


O jornalismo do SBT preparou uma série de reportagens sobre a Cracolândia após ações para "limpar" a região, que fica localizado no centro da cidade de São Paulo.
A última reportagem da série retratou pessoas que perderam toda sua vida para o vício do crack e que tentam diariamente se livrar da droga. 
Na matéria a equipe exaltou o trabalho dos missionários batistas no local, que durante a madrugada usou um ônibus para tentar salvar algumas vidas, uma missão difícil de levar os usuários para a recuperação.
Durante aquela noite, apenas um homem aceitou ajuda, e agora, cerca de 10 semanas após ser acolhido, ele trabalhar para retirar das ruas quem vive um pesadelo que até outro dia, era dele. Cerca de 400 pessoas passaram pelo tratamento após a operação da polícia nas ruas do centro de São Paulo, dentre eles, 60 voltaram as ruas.


Esta é a reportagem:


A última reportagem da série sobre a nova Cracolândia sai das estatísticas apontadas pelo Governo e da imagem da multidão de usuários para revelar quem são as pessoas que perderam uma vida inteira em nome do vício e tentam diariamente sair do fundo do poço.
Muitos dos viciados em crack não se enxergam em um abismo, acreditam que por ainda terem um trabalho e casa, que a droga não os atrapalha em nada. Os poucos que conseguem entrar no meio dos usuários para oferecer ajuda não tem nada a ver com o governo. A Igreja Batista usou um ônibus durante a madrugada para tentar salvar algumas vidas, uma missão difícil de levar os usuários para a recuperação.
Durante aquela noite, apenas um homem aceitou ajuda, e agora, cerca de 10 semanas após ser acolhido, ele trabalhar para retirar das ruas quem vive um pesadelo que até outro dia, era dele. Cerca de 400 pessoas passaram pelo tratamento após a operação da polícia nas ruas do centro de São Paulo, dentre eles, 60 voltaram as ruas.
Para usuários como Rafael, o apoio da família pode ser fundamental no tratamento. Hoje, ele tira forças da promessa de sua mulher, que afirmou o esperar e correr com ele nesta batalha contra as drogas.
Mas Rafael é um dos poucos que encontrou uma saída, a operação do Governo de São Paulo até agora não foi capaz de revolver o tráfico que continua ativo na região, deixando os viciados sem rumo e a sociedade refém do medo de andar nas ruas.


Clique aqui e assista a reportagem

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...