"Você ora quando está aflito ou precisa de algo; mas também poderia orar na plenitude de sua alegria e em seus dias de abundância." Khalil Gibran

"Eu amarei a luz porque me mostra o caminho, mas eu vou suportar a escuridão porque me mostra as estrelas" Og Mandino

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Reflexão: Qual é o meu Alvo? Onde eu tenho colocado os meus olhos???


"Olhai para mim e sede salvos", Is 45,22
Será que esperamos que seja Deus a vir até nós com suas bênçãos para nos salvar? Ele diz: "Olhai para mim e sede salvos". Nossa grande dificuldade espiritual está em nos centrarmos em Deus e são as suas bênçãos que nos tornam tudo tão difícil. São quase sempre os problemas que nos fazem olhar para Deus e são todas as suas bênçãos que têm a tendência de nos levar a olhar para as outras coisas. Todo o ensino do Sermão do Monte, na verdade, resume-se ao seguinte: reduza os seus interesses pessoais, até que todas as atitudes só suas, seu coração e corpo obtenham sua concentração total focalizada em um só ponto: Jesus Cristo. "Olhai para mim."
Muitos de nós temos uma concepção moral do que um cristão deveria ser e essa vida idealizada torna-se por vezes um impedimento à nossa focalização em Deus. Não existe salvação numa atitude assim; não é suficientemente simples. O texto não diz "Olhai para mim" e "sereis" salvos, mas antes, "sede" salvos. Se nos concentrarmos nele, encontraremos exatamente tudo o que procuramos. Vivemos sempre preocupados e ressentidos contra Deus, enquanto ele nos diz continuadamente: "Olhai para mim e sede salvos". As dificuldades e as provações, a preocupação quanto ao que devemos fazer no ano a seguir, ou mesmo amanhã, tudo se desvanecerá assim que nos fixamos em Deus para fitá-Lo.
Trate logo de se erguer e olhar para Deus. Edifique nele sua esperança única. Não importa se tem mil e uma coisa a pressionarem; exclua resolutamente todas elas e olhe só para ele. "Olhai para mim": a salvação aparece no momento em que você conseguir fitá-Lo fixamente.
Não que eu o tenha já recebido ou tenha já obtido a perfeição; mas prossigo para conquistar aquilo para o que também fui conquistado por Cristo Jesus. Irmãos, quanto a mim, não julgo havê-lo alcançado; mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que para trás ficam e avançando para as que diante de mim estão, prossigo para o alvo, para o prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus (Fp. 3:12-14)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...